Blogger Widgets

15/05/2013

O "Acompanhar Psicológico" é Fundamental


 
(Acadêmica de Psicologia da Unigran, Débora Stéfani Valhejo)

A redação dada pela Lei 12.796, de 2013, alterou o artigo 29 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Segundo o novo texto “A educação infantil, primeira etapa da educação básica, tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança de até 5 (cinco) anos, em seus aspectos físicos, psicológicos, intelectuais e sociais, complementando a ação da família e da comunidade”. (art- 29 da LDB Lei 9.394).

Com base nisso, podemos concluir ser salutar a presença de um profissional da área de psicologia nas escolas públicas, mas não acompanhando apenas os estudantes da educação infantil, mas também e principalmente os adolescentes ou até, quem sabe, também os professores – Por que não?!

Tocamos nesse assunto porque nos últimos meses temos recebido a presença da acadêmica Débora Stéfani Valhejo, que cursa o 9º semestre de Psicologia no Centro Universitário da Grande Dourados – UNIGRAN, acompanhando algumas turmas da E.E. Prof. Joaquim A.S. Vianna, a saber: no ensino fundamental, 9º ano; no ensino médio, e 3º anos. Além dessas turmas ela também se propõe, sempre
que possível, a participar dos projetos realizados na escola, como por exemplo no projeto “Recuperando a autoestima”, de autoria da professora Olice Fernandes (mat.), com estudantes repetentes do sexto ano do ensino fundamental matutino.

A professora Jovania Maran Furtado (art.) é uma das professoras que mais tem se preocupado com essa orientação profissional psicológica voltada, sobremaneira, para os estudantes do terceiro ano do ensino médio. O objeto dessa preocupação reside na orientação vocacional, para que os estudantes possam descobrir suas proficiências, suas habilidades, suas possíveis profissões. E isso é muito importante, tanto para a Escola, quanto para o estudante e sua família. Nesse ponto, nossos parabéns à professora Jovania Maran Furtado e à acadêmica do último ano de psicologia, Débora Valhejo. Primeiro pela preocupação; segundo, pelo trabalho de orientação vocacional realizado. Tudo acompanho de perto pela direção.

É preciso parabenizar também a professora Olice Fernandes, pelo projeto “Recuperando a autoestima”, e alguns professores que muito tem contribuído: a coordenadora de área Marli Santos, o progetec Evandro Miranda e a futura psicóloga Débora Valhejo, que também tem ajudado. A última ação desse projeto foi realizada em forma de palestra motivacional com ênfase nos objetivos pessoais e na realidade social, ministrada pelo progetec Evandro e pela coordenadora de área Marli Santos (foram ocupadas três aulas). Não fotografamos o evento para não expor nossos alunos (que são nove). Mas antecipamos que alguns resultados positivos já foram percebidos.

Esse, portanto, é mais um trabalho, mais um esforço recíproco da Escola Joaquim Vianna, através de seus professores, coordenadores e direção, voltado a garantir ou ao menos tentar garantir o desenvolvimento integral do estudante, bem como a formação de cidadãos capazes de atuarem nas mais diversas profissões, capazes inclusive de cursarem uma faculdade.

Há muito por fazer, mas nosso altruísmo é tal e qual a disponibilidade dum marinheiro em terra, parafraseando Quintana. Um braço a todos!